Homelab

Homelab

Faz um bom tempo que quero escrever sobre o meu ambiente de laboratório (homelab), mas os dias passam e o artigo fica para trás. A ideia aqui é compartilhar quais os equipamentos que utilizo e de forma simplificada como o ambiente está configurado.

Sem mais delongas, vamos ao que interessa. Vida longa ao homelab!

Rede

Modem Vivo

O modem recebe a fibra da Vivo e está configurado no modo bridge. Possuo o plano de 300Mbps de download e 150Mbps de upload. Não tenho reclamações, a internet funciona muito bem. Inclusive tenho monitorado a internet nos últimos meses utilizando o VMware Tanzu Observability (by Wavefront) e só comprova que tudo está bem. Os dashboards abaixo são de 11 a 25/01/2021. Agradeço ao @Duboc por me ajudar com o Wavefront.

 

Unifi Security Gateway (USG)

O USG é um roteador/firewall que está configurado para fazer a conexão com a internet utilizando o protocolo PPPoE e é responsável por toda inteligência da rede. Nele também são criadas e configuradas as redes, VLANs, roteamento, regras de firewall, escopos DHCP, IDS/IPS, DNS dinâmico, VPN e mais uma infinidade de coisas.

Unifi Switch 8

O modem é ligado no USG na porta WAN (entrada) e a porta LAN (saída) vai direto para este switch, onde a conexão é espalhada para os outros equipamentos. Este switch tem 8 portas gigabit, não é muito, mas para o meu ambiente tem sido suficiente. Achei legal que este switch funciona com o conceito de profile para o mapeamento das VLANs nas portas, então basta criar um profile com as VLANs e aplicar na porta desejada. Até então eu possuía o switch TL-SG108e da TP-Link, mas fiz a substituição para manter o mesmo padrão de equipamentos da linha Unifi. Estou pensando em utilizar esse switch da TP-Link para os RPis e também para iSCSI já que ele suporta jumbo frames e está parado no canto.

Unifi AP AC Lite

Este ponto de acesso da familia Unifi não tem relação direta com o laboratório, mas faz parte do ambiente, então resolvi inclui-lo aqui. Ele está ligado no switch com o PoE habilitado. Como me mudei recentemente, para evitar ter que colocar outro AP em casa, vou substitui-lo pelo modelo LR (Long Range), acredito que este irá conseguir cobrir todos os cômodos com mais qualidade.

Servidor

Gosto bastante da ideia de utilizar discos rápidos localmente nos servidores porque além de ser muito rápido, não depende da rede e/ou nada que seja externo, fica no estilo all-in-one. Eu estava fazendo isso por bastante tempo, mas os requisitos computacionais para fazer alguns laboratórios estão cada vez maior e um único servidor não estava dando conta, por isso montei o segundo computador e agora possuo um cluster vSphere. Apenas para exemplificar: para subir o vRA 8.x é necessário pelo menos 38GB de RAM (vRA, IDM e LCM). Se eu quiser integrar com o NSX-T, por exemplo, vou precisar de pelo menos mais uns 20GB de RAM. Pensando que existem servidores de infraestrutura como vCenter Server, Active Directory e outros, estamos falando de quase 70GB de memória RAM, isso sem pensar em processador e armazenamento.

HPE ML110 Gen9

Intel Xeon E5-1603 v3 2.80GHz
HyperX Fury 2400MHz 96GB (6x 16GB non-ECC)
Cage ICY Dock (4x 2.5 disk)
Micro SD Sandisk Ultra Class 10 16GB
SSD Western Digital Blue 1TB
SSD Kingston UV300 128GB

Pirata *

Gigabyte C246M-WU4
Intel Core i5-8400 2.8GHz
Corsair 2666MHz DDR4 64GB (2x 32GB non-ECC)
Pen Drive SanDisk Ultra Fit 32GB
SSD M2 Western Digital Green 480GB
SSD Samsung 850 EVO de 500GB (2x 250GB)

Raspberry Pi

Tenho 03 RPi 3 que utilizo para diversas coisas, na verdade com exceção de um que está rodando o Unifi Controller, os outros mudam quase toda semana (Pi Hole, RetroPie, Docker, etc). Além destes, tenho um Raspberry Pi 4 com 8GB de RAM onde instalei o VMware ESXi (SIM!) e utilizo para alguns testes com ARM (e pra falar que já instalei o ESXi em um raspberry haha).

Armazenamento

Synology DS418

O NAS da Synology era uma coisa que eu estava querendo há um bom tempo, não só para utilizar no laboratório, mas também para outras coisas. Então além de fornecer LUNs via iSCSI para o ambiente VMware vSphere, o NAS também é meu repositório de backup, download station e media server (Plex).

HD Western Digital Blue 2TB (2x 1TB)
HD Seagate Ironwolf NAS 8TB (2x 4TB)

Por enquanto tenho 2 volumes com RAID 1, mas a ideia é substituir os HDs de 1TB comprando mais 2 HDs Seagate Ironwolf e criando um pool com RAID 5 totalizando 12TB utilizáveis.

Nobreak

APC Back-UPS 1500VA

E tudo que escrevi ali em cima está conectado neste nobreak. Sinceramente eu estava cansado da energia elétrica piscar e o ambiente inteiro cair, então fiquei de olho nas promoções e comprei um nobreak assim que pude. Em Curitiba nunca precisei disso, raramente tínhamos problemas com a energia elétrica, mas quando me mudei para São Paulo estes problemas se tornaram frequentes. Enfim, a ideia não é que a bateria dure para eu terminar um laboratório ou algo assim, mas que me de tempo suficiente para desligar os equipamentos para evitar que sejam danificados. Talvez eu tenha exagerado na potência desse nobreak, mas promoção não se escolhe haha.

Software

Como já era de se esperar tem VMware por todo lado. Começando pelos servidores físicos que rodam o VMware ESXi e são gerenciados pelo vCenter Server, tudo na versão 7.x. Junto com este cluster, possuo 04 ESXi nested formando um cluster vSAN. Além de vSphere/vSAN, mantenho fixo alguns produtos da suite vRealize na versão 8.x, como o Operations Manager (vROps), Log Insight (vRLI) e Automation (vRA). Fora isso, tenho um laboratório de NSX-T e Horizon.

Mas claro, não é só VMware que roda no laboratório. O domínio está configurado no Active Directory da Microsoft, utilizo também o Apache Guacamole, Grafana, pfSense, FreeNAS, phpIPAM, Microsoft SQL Server, Kemp Virtual Load Master, etc.

Para finalizar

É importante lembrar que estou montando este laboratório desde 2016, possivelmente se tivesse comprado tudo de uma vez seria um pouco diferente. Para facilitar o entendimento, abaixo está um rascunho beeeem simplificado de como as coisas estão atualmente.

De qualquer forma, é importante lembrar que ter um laboratório em casa é uma ideia bastante atraente, tanto para estudos como para diversão (sim, ultimamente invisto mais tempo no lab do que no playstation), porém, isso não é um requisito para você estudar, se certificar e evoluir. Se você não conseguir montar um laboratório em casa, tente utilizar algum ambiente na empresa onde você trabalha, tente virtualizar algo no VMware Workstation no próprio notebook ou utilizar o HOL (Hands-on Labs). Enfim, existem ótimas opções e o importante é não parar de buscar conhecimento!

E vocês, tem laboratório de estudos em casa? Conta os detalhes aí. Valeu e até a próxima.

* esta informação é completamente irrelevante, mas preciso compartilhar. Como a grande maioria das peças deste computador são da Corsair e esta é uma palavra chique para se referir a piratas, então escolhi este codinome para o computador 🙂

Ricardo Conzatti é especialista em TI e apaixonado por Virtualização. É graduado em Sistemas de Informação, pós-graduado em Gestão de TI e acredita muito na teoria da pirâmide de aprendizagem de William Glasser. Ricardo também é blogger, palestrante, podcaster e muito envolvido com comunidades técnicas. Ex-líder do VMUG Paraná e ex-host do vBrownBag Brasil, além de ser VMware vExpert & vExpert PRO. Possui várias certificações técnicas VMware e Microsoft. Você com certeza irá encontra-lo no twitter @RicardoConzatti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *